Tecendo Leituras: Clube de Leitura discute "Úrsula" neste final de semana - Celeiro Cultural

Breaking

sexta-feira, 23 de julho de 2021

Tecendo Leituras: Clube de Leitura discute "Úrsula" neste final de semana

Neste sábado, 24, a partir das 17 horas, o projeto Tecendo Leituras promove um novo encontro do Clube de Leitura “Ler É Viver”. A reunião, que acontecerá remotamente, via Google Meet, tratará do livro “Úrsula”, de Maria Firmino dos Reis. O Tecendo Leituras é realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio do ProAc (Programa de Ação Cultural do Estado de SP), executado pelos coletivos Sarau dos Amigos e Celeiro Cultural, e apoio da Prefeitura Municipal de Ilha Solteira, através da Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand.


No livro “Úrsula”, Tancredo e Úrsula são jovens, puros e altruístas. Com a vida marcada por perdas e decepções familiares, eles se apaixonam tão logo o destino os aproxima, mas se deparam com um empecilho para concretizar seu amor. 


Combinando esse enredo ultrarromântico com uma abordagem crítica à escravidão, Maria Firmina dos Reis compõe “Úrsula”, um dos primeiros romances brasileiros de autoria feminina, em 1859. Por dar voz e agência a personagens escravizados, é vista como a obra inaugural da literatura afro-brasileira. 


Edilva Bandeira, Mestra em Estudos Literários, será a mediadora desta reunião. Para participar do Clube de Leitura, basta enviar um e-mail para culturailhasolteira@gmail.com manifestando interesse. O e-mail será respondido meia hora antes da atividade, com o link do Meet para a reunião. E-mails recebidos após às 16h30 do dia do evento não serão considerados. Não é preciso ter lido o livro para participar do encontro.


Tecendo Leituras – Em parceria com a Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand, o projeto Tecendo Leituras visa realizar uma grande programação cultural e artística que tem como objetivo promover o incentivo à leitura. A programação inclui saraus, bate-papos, oficinas e contações de histórias, além das reuniões mensais do Clube de Leitura Ler É Viver. A Biblioteca entra como espaço de referência das ações, mas, por conta da pandemia, a programação acontece de maneira remota.


Nenhum comentário:

Postar um comentário