Tecendo Leituras: Respeito, Tolerância e Aprendizado da diversidade - Celeiro Cultural

Breaking

domingo, 27 de junho de 2021

Tecendo Leituras: Respeito, Tolerância e Aprendizado da diversidade



Por Edilva Bandeira


Encerramos ontem à noite com um Sarau a programação do mês de junho do Projeto “Tecendo Leituras”, ação cultural, fruto de um edital ProAC da Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo, que eu, Fabiana Alves e André Santana ganhamos ano passado.


Iniciamos o projeto em janeiro com uma programação online e a temática “Histórias Maravilhosas”, que discutiu e homenageou os contos de Fada, Fábulas e Contos maravilhosos. O Grupo de Leitura “Ler é Viver”, se encontrou para um bate papo sobre o que lemos, no longo período de quase um ano em que nossos encontros de leitura foram interrompidos por causa da pandemia. O Sarau teve show suave de Kamylla Vrech.


Em fevereiro foi a vez de Literatura de Cordel Regional e Popular, tivemos performance musical de Chico Viola com contos de Graciliano Ramos e Guimarães Rosa, Sarau com Tavinho Lima apresentando uma Roda de Ciranda. No encontro de Leitura lemos a metade do livro “O Conto da Aia de Margaret Atwood.


 Em março homenageamos a Nova Literatura Brasileira, com painel de apresentação e discussão das obras de Jarid Arraes, Vanessa Bárbara, Natalia Borges Polesso e Bruna Beber, apresentado por André Santana e Fabiana Alves. O Sarau contou com a cantora Dessiré Sgarbi e o músico Junior Vestiano.   No encontro de Leitura lemos a 2ª metade do livro “O Conto da Aia de Margaret Atwood.


Em abril a temática foi ‘Literatura Indígena”, apresentando contação de estórias indígenas por Capitu Francese, Oficina de Colagem e curta indígena, produzidos por Otavio Italo, Ava Nhandéva Elemir e amigos, Show musical com Daniel Cavalcante e leitura do livro “O Homem de Giz” de C. J. Tudor, pelos membros do Grupo de Leitura.


Em maio o tema foi “Os clássicos na contemporaneidade”, Tivemos apresentação de leituras dramatizadas de clássicos literários infanto – juvenil, feitas pelo casal de atores Paulo Jordão e Melissa Nascimento. No encontro de leitura cada um dos membros e visitantes apresentaram clássicos de suas leituras, No Sarau também teve leitura e apresentação de clássicos pessoais de cada participante, foi animado pelo show musical de Léo Ramos e Natalia que cantaram grandes clássicos nacionais e internacionais. 


Em junho o tema foi “Literatura LGBTQIA+”, houve bate papo mediado pelo professor Thiago Pereira de apresentação, discussão e fortalecimento das pessoas LGBTQIA+ que produzem cultura em Ilha Solteira. No encontro de leitura foi discutido a obra “Amora” de Natália Borges Polesso e houve uma apresentação do livro “Devassos no Paraíso” de João Silverio Trevisan, feita pelo professor Thiago. O sarau contou com leituras, performance de Britney Djay e o show “Vozes LGBT”, com Maria Amélia e Kamylla Vrech.


Em julho finalizaremos o projeto com a temática “Literatura Afro-brasileira”, que envolverá leitura do livro “Úrsula”, de Maria Firmina dos Reis,  discussões, Sarau, bate papos e Podcast sobre esse assunto tão importante e necessário.


Em todos os Saraus tivemos bate papos e leituras de textos literários feitas por muitas pessoas legais que amam e lutam pela cultura em Ilha Solteira e região. 


Em todas as edições do Projeto, circulou aos domingos no Site Celeiro Cultural, artigos escritos por parceiros e podcasts literários feitos por mim.


Considero importante ressaltar que a modalidade online a que fomos obrigados a desenvolver o projeto em razão do distanciamento social exigido pela pandemia, não o prejudicou, ao contrário, o fortaleceu muito, ampliamos nosso público e chegamos a muitos lugares que não chegaríamos presencialmente.


Edilva Bandeira é Mestre e Doutoranda em Estudos Literários (UFMS), especialista em Língua Portuguesa e Literatura (UFMS e UNICAMP), graduada em Letras, Pedagogia e Artes Visuais. É professora efetiva de língua portuguesa na rede pública de ensino de São Paulo desde 2000 na Escola Estadual Arno Hausser em Ilha Solteira. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário