Tecendo Leituras: Clube de Leitura finaliza discussão de "O Conto da Aia" - Celeiro Cultural

Breaking

quarta-feira, 24 de março de 2021

Tecendo Leituras: Clube de Leitura finaliza discussão de "O Conto da Aia"


Neste sábado, 27, a partir das 17 horas, o projeto Tecendo Leituras promove um novo encontro do Clube de Leitura “Ler É Viver”. A reunião, que acontecerá remotamente, via Google Meet, tratará da segunda parte do livro “O Conto da Aia”, de Margaret Atwood. O Tecendo Leituras é realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio do ProAc (Programa de Ação Cultural do Estado de SP), executado pelos coletivos Sarau dos Amigos e Associação Celeiro Cultural, e apoio da Prefeitura Municipal de Ilha Solteira, através da Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand.


Escrito em 1985, o romance distópico “O Conto da Aia”, da canadense Margaret Atwood, tornou-se um dos livros mais comentados em todo o mundo. Além de ter inspirado a série homônima, a ficção futurista de Atwood, é ambientada num Estado teocrático e totalitário em que as mulheres são vítimas preferenciais de opressão, tornando-se propriedade do governo, e o fundamentalismo se fortalece como força política.


Edilva Bandeira, Mestra em Estudos Literários, será a mediadora desta reunião. Na reunião do mês de fevereiro, o grupo conversou sobre a primeira parte do livro. Agora, neste novo encontro de março, o tema será a metade final da obra, em que os participantes vão dar suas impressões sobre o desfecho da trama.


Para participar do Clube de Leitura, basta acessar o link da reunião, que será disponibilizado na sexta-feira, 26, no site Celeiro Cultural (celeirocultural.com.br) e na página do Celeiro Cultural no Facebook (facebook.com/celeiroculturalisa).



Tecendo Leituras – Em parceria com a Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand, o projeto Tecendo Leituras visa realizar uma grande programação cultural e artística que tem como objetivo promover o incentivo à leitura. A programação inclui saraus, bate-papos, oficinas e contações de histórias, além das reuniões mensais do Clube de Leitura Ler É Viver. A Biblioteca entra como espaço de referência das ações, mas, por conta da pandemia, a programação acontece de maneira remota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário