"O Desabrochar de uma Borboleta" – Ana Beatriz Buzola - Celeiro Cultural

Breaking

terça-feira, 18 de junho de 2019

"O Desabrochar de uma Borboleta" – Ana Beatriz Buzola


Em uma floresta vivia uma pequena lagartinha chamada Bella. Ela era verdinha, com olhos vermelhos, um pouco gordinha. Vivia lá com seu pai Thor, sua mãe Judi e seu irmão Zac. Ela era um pouco tímida e insegura, mas tinha amor, incentivo e apoio de sua família, que para ela era a coisa mais importante, fazendo com que assim ela criasse coragem para enfrentar tudo e todos.

Certo dia nesta floresta surgiu uma criatura horrenda que só se alimentava de lagartas e queria destruir a família de Bella. Seu pai, que era cheio de coragem e lutava contra tudo e todos a fim de salvar sua família, resolveu enfrentar a criatura para que Bella, Judi e Zac ficassem protegidos dos ataques dela. 

Acabou que Thor resolveu enfrentar a criatura que amedrontava todos, mas por estar chovendo, um grande raio vindo do céu acertou bem em cheio o pai de Bella, que desde então ficou sem poder se movimentar. 

O tempo foi passando e a situação de Thor foi ficando cada vez pior, pois não reconhecia mais sua família nem se alimentava corretamente. Foi então que, em uma noite calma enquanto dormiam, Thor deu seu último suspiro e faleceu. Na manhã seguinte, ao acordarem, Bella, Judi e Zac perceberam que o pai não havia acordado. Foi então que, ao chegarem perto dele, descobriram que ele estava morto. Bella teve uma crise de choro, pois os dois eram muito ligados. Foi então que começou a isolar-se e os medos tornaram ainda maiores e mais fortes, trancando-se em um casulo isolado protegendo-a de tudo e de todos. 

Com isso, uma borboleta adulta azul que vivia a voar, percebeu que   havia em uma árvore distante  da  floresta  um  pequeno  casulo. Foi  então  que resolveu  ver  o  que  estava acontecendo, por que aquele casulo estava tão escondido. Foi quando percebeu que dentro dele havia uma borboletinha pequena e amedrontada. Chegou perto dela e perguntou: 

-O que está acontecendo com você? Por que está tão quietinha dentro deste casulo? Você já virou uma borboleta! Porque não está voando? O que você gosta de fazer? 

E Bella respondeu: 

- Eu amo escrever! Mas tenho medo de sair para procurar folhas das árvores, porque meu pai que era meu defensor morreu e pode aparecer novamente uma criatura que não gosta de borboletas nem de lagartas, então  eu prefiro ficar aqui quietinha e protegida, pois tenho muito medo. 

E a Borboleta Azul respondeu: 

- Olha, se nós não enfrentarmos os nossos medos, nunca conseguiremos fazer nada na vida, pois só vamos querer ficar dentro de casa, onde nos sentimos seguros e protegidos e não veremos as coisas lindas que o mundo tem para nos oferecer. 

Foi aí que começou a evolução de Bella:

-Você me ajuda, Borboleta Azul? 

- Melhor, vamos juntas enfrentar os perigos da floresta e com o tempo você irá enfrentá-los sozinha. 

E assim começou a superação de Bella. No início mostrou suas escritas para a Borboleta Azul e juntas foram aperfeiçoando-as, além de escreverem juntas durante um ano uma poesia por semana, onde cada uma criava uma estrofe. Ela passou a buscar folhas na floresta para escrever, e suas  conversas  com a Borboleta Azul  foram o pontapé para o início de uma linda amizade, pois Bella ouvia os conselhos que a Borboleta lhe dava, os incentivos, apoios e até mesmo puxões de orelha quando necessário.

Então, ao ler suas poesias, a Borboleta vira para Bella e diz: 

- Nossa! Suas poesias estão ficando muito lindas, precisa juntá-las em um livro. O que você acha? 

E Bella respondeu: 

-Será? 

E a Borboleta Azul disse: 

- Por que você não testa pendurando-as nos galhos das árvores, assim todos os bichos que por ali passarem poderão lê-las. 

Foi então que, no dia seguinte, lá estava Bella, pendurando seus textos toda receosa. Naquele mesmo dia, mais tarde, sua amiga Joaninha, ao encontrá-la, disse: 

- Olá Bella! Acabo de ler um de seus poemas e me encantei, você é muito talentosa. Não pensa em publicar um livro com elas? 

E Bella disse: 

- Obrigada minha amiga, uma outra amiga também havia me dado esta ideia. Por isso que eu resolvi pendurá-las para ver se os outros bichos iriam gostar, e estou vendo que o resultado foi positivo.

Ao voltar pra casa, ela encontrou com a Borboleta Azul e lhe disse que sua amiga Joaninha também havia lhe perguntado se ela não teria interesse em escrever um livro com suas poesias, e a Borboleta disse: 

- Então! Vamos fazer sim este livro! 

Algum tempo depois, Bella resolveu dar uma linda festa na floresta onde chamou todos os seus amigos. Nesta festa, Bella lançou seu livro com o seguinte nome: “O Encantado Livro dos Poemas da Floresta”. E todos ficaram muito felizes e surpresos por esta conquista de Bella. 

Bella superou os grandes desafios de sua vida, conseguiu estudar, está fazendo faculdade na cidade encantada e trabalhando, tornou-se independente e continua escrevendo em suas horas livres.

Ana Beatriz Buzola
(texto do Sarau dos Amigos de 14/06/2019)

Nenhum comentário:

Postar um comentário