"Poesia do Mato" - Chico Viola - Celeiro Cultural

Breaking

quarta-feira, 29 de maio de 2019

"Poesia do Mato" - Chico Viola


Mato Grosso guarda na sua história
A valentia dos canoeiros
O passo lento dos boiadeiros
E a poesia dos violeiros

Que diz que as estrelas do seu céu
São tuas mulheres da cor do mel
Meu Mato Grosso do Sul e do Norte
Te levo na asa do meu chapéu 

Mato Grosso guarda na história
Todas as proezas do tropeiro
No passo lento da sua boiada
Se orgulha que aquilo é seu

É muita pisada de boi!
É muito chão!
É muito céu!
Meu Mato Grosso do Sul e do Norte
Te levo...

Mato Grosso guarda na sua história
A valentia dos canoeiros
Mesmo caindo a chuva
Deslizavam tão ligeiro.

Levava para o tropeiro, notícias dos boiadeiros
Levava também o que mais gostava, além da cachaça
Carne charqueada!

No meu passado, meu futuro, meu presente
Sempre me vejo, te cantando
Nos meus repentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário