"Clara" - Vilma Duarte - Celeiro Cultural

Breaking

quarta-feira, 29 de maio de 2019

"Clara" - Vilma Duarte


Sou Clara, cria, criatura, mulher, mãe e, filha.
Sou carne e espírito, alma e coração.
Sou vida, sou luz, sou grito na multidão.
Sou riso, sou lágrima, sossego e turbilhão.

Sou descanso e cansaço, sou afagos e abraços.
Sou presente e passado, sou amor, enamorada.
Sou insônia, sonolência e madrugada.

Sou guerra, sou paz. Sou medo e coragem.
Sou luta, resistência, minoria, sou presença.

Sou escolha,  opção, buscas e encontros.
Revolta e perdão.
Sou caminho, sou gente, sou vida, sou livre.
Sou  Clara, Clarinda, sou negra, sou linda,
Vagalume , com luz própria, brilhando na escuridão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário