"Esperança" - Valdo Fernando - Celeiro Cultural

Breaking

quinta-feira, 25 de abril de 2019

"Esperança" - Valdo Fernando


O sonho que permeia minha alma 
Áurea azul de paz eterna 
Que faz o eterno sonho 
De exatidão, de concreto 
Deus dentro da gente 

O coração humano, urbano ou rural 
É conflito, é conflito e esperança 
É herança do mistério 
Mistério este sem fim 

O sonho que permeia minha alma 
É solidão apesar do azul 
Há tanto vermelho por aí 
De concreta dor, 
De aberração, 
De carnificina  

O coração humano 
É incerto 
É incrédulo 
É voraz 

O sonho que permeia minha alma 
É a esperança, 
Espera, herança 
Criança pura no ventre da mãe.

Valdo Fernando
(texto do Sarau dos Amigos de 22/03/2019)

Nenhum comentário:

Postar um comentário