"Baranga de Neve e os Sete Anões Fashion" - André Santana - Celeiro Cultural

Breaking

quinta-feira, 25 de abril de 2019

"Baranga de Neve e os Sete Anões Fashion" - André Santana


Era uma vez, num reino muito distante, uma princesinha diferente. Ela não tinha os cabelos ruivos, compridos e sedosos da melhor amiga Rapunzel. Nem os olhos claros, como os da vizinha Aurora, aquela que estava sempre dormindo. Também não tinha o corpo cheio de curvas, como Bela, considerada uma das belas princesas (mesmo tendo se casado com um príncipe tão mal humorado que todos o chamavam de Fera). A princesinha em questão tinha os cabelos ensebados e malcuidados; o sorriso ostentava seus tortos e amarelos dentes; estava acima do peso e, ainda, era desleixada e sem modos. Seu nome era Emanuela Emengarda das Neves, mas por conta de sua aparência exótica, todos a chamavam (carinhosamente) de Baranga de Neve. 

Num lindo e quente dia de verão, Baranga de Neve e Rapunzel saíram a saltitar na grama verde e cantar com os passarinhos. Enquanto Rapuzel e os animaizinhos entoavam os acordes afinados de um novo hit de verão, Baranga de Neve fazia um dueto com um tatu cego, um dos poucos bichos que não se espantavam com sua feiura. 

Rapunzel estava animada, afinal, estava para acontecer o maior evento do ano: o Baile das Princesas Encalhadas, oferecido pelo príncipe Ricardo Coração de Melão. Mas Baranga de Neve não estava lá tão animada, já que não guardava boas recordações do baile passado. Na ocasião, ninguém chamou Baranga de Neve para dançar, e ela ainda teve que fugir das investidas de uma fada bem disposta a encontrar uma namorada. 

_ Abafa, amiga! A fada que fugiu com aquela bruxa marinha... O maior babado de todo o reino! E ela estava de olho em você! _ lembrou Rapunzel. E as duas riram do acontecido. Mas Rapunzel não deixou de notar que a amiga estava um tanto deprimida, e resolveu tomar uma atitude. 

Naquela noite, Baranga de Neve jantou com a ex-mulher de seu falecido pai, a rainha Madrasta. As duas não se davam nada bem. 

_ Mas que cara de enterro, Baranga de Neve! _ disse Madrasta, malvada como sempre _ Já não é bonita, ainda fica fazendo careta! Vamos, anime-se: em pouco tempo, virá o Baile Anual das Princesas Encalhadas e você, finalmente, vai sair da minha aba! 

A rainha Madrasta sonhava, secretamente, em se livrar de Baranga de Neve definitivamente. Ela desejava ficar com o castelo só para ela e transformá-lo numa nova boate, para promover eventos que iriam bombar a vizinhança. Ela, então, deixou Baranga de Neve sozinha à mesa e se dirigiu aos seus aposentos, onde acessou o aplicativo Teste Sua Beleza em seu celular de última geração. 

_ Diga, aplicativo que tudo sabe, quem é a mais bela de todo o reino? _ perguntou Madrasta. 

_ Tu, ó rainha Madrasta! Tu és a mais bela do reino, e de todos os outros! _ respondeu o celular. Madrasta, além de muito malvada, era também muito vaidosa. 

Na manhã seguinte, Baranga de Neve e Rapunzel saíram, novamente, a saltitar na grama verde. No entanto, a princesa feia foi surpreendida pela abordagem de uma princesa belíssima, toda trabalhada no que há de mais moderno na moda dos contos de fada.  

_ Olá, Baranga de Neve! Eu sou Cinderella Fiorentino! _ apresentou-se a princesa, e Baranga de Neve percebeu que ela estava acompanhada por um belo e alinhado príncipe.

_ E eu sou o Arlindo Príncipe! Nós somos os apresentadores do Esquadranão da Moda, o programa mais fashion de todo o reino! _ revelou ele. Baranga de Neve, então, percebeu que a amiga Rapunzel a havia inscrito no Esquadranão da Moda, o reality show de moda de maior audiência de todo o reino. 

Cinderella Fiorentino e Arlindo Príncipe acompanharam Baranga de Neve até o castelo. Lá, trataram de jogar fora todas as vestes cafonas da princesa. Depois, a levaram do castelo rumo à Casa dos Sete Anões Fashion, sete pequenos especialistas em beleza que farão uma verdadeira reforma na princesa. Madrasta ficou muito feliz ao perceber que ficaria sozinha, ao menos uma semana. 

A participação de Baranga de Neve no Esquadranão da Moda se tornou assunto em todo o reino. Muitos duvidavam que os Sete Anões Fashion seriam capazes de dar jeito na princesa desajeitada. No entanto, o aplicativo Teste Sua Beleza, da rainha Madrasta, não estava tão cético assim. 

_ Ó, bela rainha Madrasta! Os Sete Anões Fashion nunca fracassaram em sua missão de transformar princesas. Todos acreditam que eles poderão transformar Baranga de Neve na mais bela princesa de todo o reino _ avisou o celular, quando Madrasta tentava acessar um site de fofocas para saber mais sobre o Esquadranão da Moda. A rainha, fula da vida, não se conforma com a possibilidade de perder o título de mais bela do reino, e começa a armar um plano para arruinar Baranga de Neve de vez. 

Enquanto isso, na Casa dos Sete Anões Fashion, Cinderella Fiorentino e Arlindo Príncipe trataram de apresentar Baranga de Neve aos especialistas. Ela conheceu Lantejoula e Purpurina, dois anões especialistas em moda que prometeram livrar a princesa da cafonice; conheceu também Etiqueta, um anão finíssimo, que prometeu ensiná-la bons modos; surgiram ainda Shampoo, o anão cabeleireiro, e Esmalte, o anão manicure, prontos para recauchutar as unhas e os cabelos de Baranga de Neve; já o anão Pancake prometeu lhe passar as melhores dicas de maquiagem; e, por fim, o anão Amálgama, o melhor dentista do reino, que vai dar um jeito nos dentes tortos e amarelos da princesa. Todos ficaram muito felizes em se conhecer e fizeram uma verdadeira festa para celebrar o que seria o mais difícil episódio já feito do Esquadranão da Moda. 

No dia seguinte, logo cedo, Baranga de Neve iniciou sua maratona no Esquadranão da Moda. Seu primeiro compromisso foi com Amálgama, que tratou das cáries da princesa e lhe aplicou belas lentes de contato dentais, que deixaram o sorriso de Baranga de Neve belíssimo. No outro dia, foi a vez das aulas de bons modos com o anão Etiqueta, que teve muitas dificuldades em fazer Baranga de Neve parar de sentar de pernas abertas e limpar a boca com a toalha de mesa. Já o outro dia foi dedicado à beleza, com Shampoo dando um belo banho de brilho nos cabelos ensebados de Baranga de Neve, enquanto Esmalte tratava de suas unhas e Pancake lhe mostrava como usar maquiagem. Por fim, no dia seguinte, Lantejoula e Purpurina levaram Baranga de Neve às melhores confecções do reino, onde renovaram completamente o guarda-roupa da princesa. No final da semana, Baranga de Neve estava belíssima... e completamente exausta. 

Naquela noite, Baranga de Neve descansava, sozinha, na Casa dos Sete Anões Fashion. Os pequenos especialistas não ficavam ali fora das gravações do Esquadranão da Moda. Ela não conseguia dormir: estava ansiosa pelo dia seguinte, quando seria gravada a parte final de sua participação no programa. A gravação seria justamente no Baile das Princesas Encalhadas, onde o resultado do programa seria apresentado a todo o reino. Baranga de Neve estava muito animada com a perspectiva de ser vista daquele jeito, tão bonita e elegante. Mas seus devaneios foram interrompidos por batidas secas à porta. 

_ Olá, bela princesa! Sou uma pobre e inocente velhinha que vende doces de porta em porta tarde da noite! Não estaria interessada numa bela e suculenta torta de maçã? _ disse a velhinha à porta. 

Baranga de Neve, esfomeada como sempre, tratou de dar uma boa dentada na torta. Caiu dura ao chão. A velhinha, então, riu como uma vilã malvada de contos de fada, e se transformou em nada menos que Madrasta. 

_ Ninguém será mais bela do que eu! Ninguém! _ gritou Madrasta, fugindo dali como o diabo da cruz. 

Na manhã seguinte, Cinderella Fiorentino e Arlindo Príncipe, acompanhados pelos Sete Anões Fashion, chegaram à casinha para o último dia de filmagens. E se assustaram ao encontrar Baranga de Neve caída. 

_ Ela parece morta! E agora, o que faremos? _ desesperou-se Cinderella Fiorentino. 

_ Infelizmente, este episódio do Esquadranão da Moda não terá um final feliz _ respondeu Arlindo _ Mas Baranga de Neve merece uma homenagem com todas as honras. Vamos colocá-la num esquife de cristal e levá-la ao Baile das Princesas Encalhadas para que todos possam vê-la como ela ficou bonita e lhe dar o último adeus.

E assim foi feito. O Baile das Princesas Encalhadas se tornou uma grande comoção, já que todas as figuras do reino quiseram ver Baranga de Neve pela última vez. A rainha Madrasta era uma das presentes, e comemorava, em silêncio, sua vitória. Ela seguiria sendo a mais bonita e, ainda, poderia finalmente transformar o castelo numa boate que vai bombar a vizinhança. 

No entanto, todos se surpreenderam com a entrada da fada madrinha, aquela mesma que tentou uma aproximação com Baranga de Neve no baile passado. A fada se aproximou do esquife e pôs-se a chorar copiosamente. A cena dramática logo se tornou a grande fofoca dentre os presentes no baile. Rapunzel, inconformada com a morte da amiga e com o sofrimento da fada, se aproximou. 

_ Não sabia que você gostava tanto assim dela, dona fada! Eu me lembro que você quis cortejá-la no baile passado, mas acreditei que era apenas uma paixonite _ disse Rapunzel.

_ E era mesmo, Rapunzel! Tanto que eu, hoje, estou casada. Me casei com a bruxa do mar e hoje vivemos felizes. Mas Baranga de Neve era uma princesa adorável, apesar da pouca graça, e eu sinto perdê-la assim. _ revelou a fada _ Eu só espero que... mas o que é isso? _ gritou ela, de repente, assustando Rapunzel. 

_ Quem foi que disse que ela estava morta? _ gritou a fada para todos _ Por acaso vocês nunca ouviram falar na manobra de Heimlich? 

A fada, então, retirou Baranga de Neve do esquife e tratou de aplicar-lhe um movimento, pressionando sua barriga. Na terceira pressão, Baranga de Neve cuspiu um pedaço inteiro de torta de maçã, que voou pelo salão do baile até cair aos pés da rainha Madrasta, que ficou enojada. Baranga de Neve, então, abriu os olhos. E todos comemoraram. 

_ Rainha Madrasta! _ gritou Baranga de Neve, de repente _ eu sei que foi você que tentou me matar! Por que fez isso? Por que me odeia tanto assim? 

_ Eu? _ disse a dissimulada rainha _ Ora, de onde tirou isso, minha querida? 

_ Conheço essa torta de maçã pavorosa de longe! Sei que esta é a receita secreta que você herdou da sua avó, a rainha Enteada!  

Sem saída, Madrasta finalmente deixa a máscara cair: 

_ É verdade, Baranga de Neve! Eu tentei me livrar de você! Quero que você saia do castelo de uma vez por todas para que eu possa transformá-lo numa boate que vai bombar a vizinhança. E eu teria conseguido se não fosse essa fada enxerida! 

_ Mas... por que não me disse, Madrasta? Eu adoraria ser sua sócia na boate! Vamos bombar a vizinhança! 

O baile todo se emocionou e aplaudiu. Madrasta e Baranga de Neve finalmente fizeram as pazes, dançaram a noite toda e flertaram com vários príncipes no Baile das Princesas Encalhadas. No dia seguinte, elas começaram as obras no castelo e, em pouco tempo, inauguraram a nova boate que, desde então, vem bombando a vizinhança. 

André Santana
(texto do Sarau dos Amigos de 22/03/2019)

Nenhum comentário:

Postar um comentário