MIS apresenta exposição sobre Alfred Hitchcock - Celeiro Cultural

Breaking

quarta-feira, 18 de julho de 2018

MIS apresenta exposição sobre Alfred Hitchcock


A partir da atmosfera e personalidade do cineasta considerado mestre do suspense, o MIS de São Paulo apresenta a exposição Hitchcock – Bastidores do suspense. Concebida e desenvolvida pelo Museu, a mostra abre no dia 13 de julho e conta com curadoria de André Sturm, cineasta e ex-diretor do MIS. A exposição busca traçar um panorama da vida e obra do diretor por meio de uma expografia imersiva e interativa, que tem como conceito levar o visitante a um set de filmagem.

Através da longa filmografia de Hitchcock, o público pode conhecer os diversos aspectos e elementos que tornaram suas obras audiovisuais grandes sucessos e de inquestionável vanguardismo técnico e artístico. Hitchcock se ocupava de todas as etapas e processos de seus filmes, desde o argumento inicial ou pré-roteiro até a finalização e edição dos filmes, passando pela direção de arte, direção de fotografia e até indicação de como seria o design do pôster e seu plano de divulgação. Este domínio pleno e controle de todas as etapas da feitura de seus filmes estão presentes na mostra, que apresenta ao público um cineasta completo e preocupado com cada detalhe de suas produções.

A exposição conta com itens originais de instituições internacionais como o Acervo Marc Wanamaker | Bison Archives (Hollywood, California/EUA) e a Biblioteca Margaret Herrick, de Los Angeles, detentora do acervo da  Academy of Motion Pictures and Sciences (responsável pela entrega dos prêmios Oscar). A biblioteca conta com uma grande coleção pessoal de fotos e manuscritos de Alfred Hitchcock, doados pela única filha do cineasta, Patrícia Hitchcock, e por sua neta, Tere O'Connell Nickel. O museu também garimpou peças em acervos pessoais como do pesquisador Carlos Primati, e de instituições como a CEDOC TV Cultura, Timothy Hughes Rare Newspapers e Acervo Walter Reuben.

Entre os itens selecionados pela curadoria estão fotos, manuscritos, storyboards, croquis de figurinos, cartazes e materiais de divulgação dos filmes, como kits de imprensa e lobby cards (fotos de porta de cinema ou cartazetes), matérias de jornais e revistas e diversos outros elementos, além de material audiovisual, como, por exemplo, trechos de filmes do início da carreira do diretor.

A exposição tem patrocínio da Multiplus, Itaú, Getnet e Raízen e apoio da TozziniFreire Advogados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário