Companhia Melissa & Paulo Teatro apresenta duas produções neste final de semana! - Celeiro Cultural

Breaking

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Companhia Melissa & Paulo Teatro apresenta duas produções neste final de semana!

Neste final de semana, a Companhia Melissa & Paulo Teatro apresentam duas novas peças de teatro. Na sexta-feira, 10, a partir das 20 horas, a atração será “A Bruxinha que Era Boa”. Já no sábado, 11, será apresentado “O Casamento Suspeitoso”. As duas apresentações serão no Cine Paiaguás, e os ingressos, que são gratuitos, começarão a ser distribuídos uma hora antes de cada apresentação.

A Bruxinha que Era Boa” se passa numa floresta, onde um grupo de bruxas pretende dominar, para isso são treinadas pela Bruxa-Chefe e Sub Bruxa, e serão avaliadas num exame final pelo Bruxo Belzebu Terceiro, o senhor das bruxas. Quase todas são excelentes ruindades, somente Bruxinha Ângela não consegue fazer maldades e vai presa na Torre de Piche, onde deverá ficar até envelhecer. Porém, aparece um corajoso menino, Pedrinho, que está disposto a salvar Bruxinha Ângela, mas para isso enfrentará feitiços, bruxarias e encantos. Com direção de Melissa Nascimento, a peça traz no elenco Eloá Zogheib, Isabela Barboni, Luiza Novais, Maria Eduarda Ferreira, Maria Eduarda Motta, Maria Eduarda Scaransi, Nicole Gomes, Pietra Trama, Rayssa Vitória e Sabrina Guimarães.

Já “O Casamento Suspeitoso” é uma comédia escrita por Ariano Suassuna, um dos mais importantes dramaturgos brasileiros e defensor da cultura nordestina. Conta a história do casamento entre Lúcia e Geraldo e os interesses que o rodeiam. Cancão e Gaspar são dois empregados da família de Geraldo e estão muito desconfiados das atitudes de Lúcia e para desmascarar a moça casamenteira eles se envolvem em várias cenas e tramoias engraçadas que permeiam o espetáculo. No elenco, Adilson Nascimento, Beatriz Aranha, Gabriela Arriagada, Letícia Attílio, Luana Guimarães, Maria Eduarda Silva, Maria Isabela Cortes, Naely Escabora, Quezia Rodrigues e Vinícius Senis. A direção é de Paulo Jordão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário