Especial Clube de Leitura: O que vem por aí - Celeiro Cultural

Breaking

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Especial Clube de Leitura: O que vem por aí


Nestes quase cinco anos de Clube de Leitura “Ler É Viver”, o grupo já fez de tudo: leu 35 livros, prestigiou eventos, desdobrou-se em Clube do Filme e Clube de Leitura Jovem, viu integrantes lançarem seus próprios livros e, ainda, foi o embrião da FLIS – Festa Literária de Ilha Solteira. E muitas coisas mais devem vir! O Clube já organiza sua agenda para 2017, trazendo novas atividades na área da literatura.

As reuniões mensais continuam, normalmente no final de cada mês. Amanhã, dia 21, a partir das 17 horas, na Praça de Alimentação do Ilha Shopping, acontece a primeira reunião do ano, na qual será debatido o livro “A Mulher que Escreveu a Bíblia”, de Moacyr Scliar. No livro, uma mulher de hoje, ajudada por um ex-historiador que se converteu em "terapeuta de vidas passadas", descobre que no século X antes de Cristo foi uma das setecentas esposas do rei Salomão - a mais feia de todas, mas a única capaz de ler e escrever. Encantado com essa habilidade inusitada, o soberano a encarrega de escrever a história da humanidade - e, em particular, a do povo judeu -, tarefa a que uma junta de escribas se dedica há anos sem sucesso.


As próximas reuniões ainda não têm data, já que elas são definidas sempre entre o grupo na reunião anterior. Mas o Clube de Leitura já definiu os dois próximos livros que serão lidos e comentados pelos participantes. O livro seguinte será “Enclausurado”, de Ian McEwan. O livro é narrado por um feto que, enclausurado na barriga da mãe, escuta os planos da progenitora para, em conluio com seu amante - que é também tio do bebê -, assassinar o marido.


Na sequência, será lido o livro “Mar Morto”, um clássico de Jorge Amado. Escrito em 1936, quando o autor tinha apenas 24 anos, “Mar Morto” conta as histórias da beira do cais da Bahia, como diz Jorge Amado na frase que abre o livro. E a frase é uma verdadeira carta de intenções. Nenhum outro livro sintetizou tão bem o mundo pulsante do cais de Salvador, com a rica mitologia que gira em torno de Iemanjá, a rainha do mar. Personagens como o jovem mestre de saveiro Guma parecem prisioneiros de um destino traçado há muitas gerações: o dos homens que saem para o mar e que um dia serão levados por Iemanjá, deixando mulher e filhos a esperar, resignados. Mas nesse mundo aparentemente parado no tempo há forças transformadoras em gestação. O médico Rodrigo e a professora Dulce, não por acaso dois forasteiros, procuram despertar a consciência da gente do cais contra o marasmo e a opressão.


Além das tradicionais reuniões, o Clube de Leitura pretende continuar atuando em ações paralelas. A ideia é retomar, ao longo de 2017, os “filhotes” do Clube, o Clube do Filme e Clube de Leitura Jovem. Além deles, ainda há um projeto de um terceiro “filho”, o Clube de Leitura Clássicos, com a intenção de ajudar os vestibulandos. Promete! Também está nos planos a quarta edição da FLIS – Festa Literária de Ilha Solteira, com novas oficinas, shows musicais, apresentações teatrais e muita diversão! E vale lembrar que no próximo mês de julho, o Clube de Leitura “Ler É Viver” completa cinco anos de existência, e a data não deve passar em branco. A ideia é fazer um encontro muito especial, reunindo todo mundo que já passou pelo Clube. Vai ser incrível!

Clube de Leitura em 2012

Clube de Leitura em 2016


Nenhum comentário:

Postar um comentário