Especial Clube de Leitura: Aos cinco anos, grupo deve ultrapassar a marca dos 40 livros lidos - Celeiro Cultural

Breaking

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Especial Clube de Leitura: Aos cinco anos, grupo deve ultrapassar a marca dos 40 livros lidos


O Clube de Leitura “Ler É Viver” foi criado em julho de 2012. Ou seja, neste ano, a ação fará cinco anos e deverá ultrapassar a marca dos 40 livros lidos. São importantes números, que mostram que o Clube de Leitura é uma ação cultural vitoriosa, que já mobilizou diversos ilhenses em prol da literatura. Afinal, quem não gosta de uma boa conversa com amigos, regada a café e livros?

O Clube de Leitura “Ler É Viver” nasceu a partir de um desdobramento da oficina literária “A Importância dos Clássicos na Formação Humana”, ministrada por Edilva Bandeira, Mestra em Estudos Literários, e parte do Projeto Paiaguás Oficinas Culturais, desenvolvido pelo Departamento Municipal de Cultura de Ilha Solteira. Durante a oficina, os participantes comentaram como seria interessante se houvesse um grupo que se encontrasse sempre para discutir livros. Edilva levou a ideia adiante, ao lado da produtora cultural Fabiana Alves e do jornalista André Santana, funcionários do Departamento de Cultura, deu início ao Clube de Leitura.

A primeira reunião aconteceu em julho de 2012, na Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand, e contou com a participação de diversos participantes da oficina de Literatura e outros convidados. Na ocasião, os presentes assistiram, juntos, ao filme “O Clube de Leitura de Jane Austen”. Logo depois do filme, os participantes sugeriram que Jane Austen deveria ser a primeira autora a ser discutida no Clube, e “Orgulho e Preconceito” foi o livro escolhido para o início dos trabalhos do grupo. De lá para cá, as reuniões passaram a acontecer esporadicamente, normalmente uma vez ao mês, na Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand. Mais tarde, o grupo passou a se encontrar em outros pontos da cidade e, atualmente, os encontros acontecem na Praça de Alimentação do Ilha Shopping, onde os membros podem tomar um café enquanto conversam sobre os livros lidos.

Os livros lidos pelo grupo ao longo destes anos foram: "Orgulho e Preconceito", de Jane Austen; "O Pacto", de Joe Hill; "Terras do Sem-Fim", de Jorge Amado; "Os 100 Melhores Contos"; "A Batalha do Apocalipse", de Eduardo Spohr; "Morte Súbita", de J. K. Rowling; "As Melhores Poesias"; "Geração Zero Zero"; "O Silêncio das Montanhas", de Khaled Hosseini; "Madame Bovary", de Gustave Flaubert; "São Bernardo", de Graciliano Ramos; "Caim", de José Saramago; "Inferno", de Dan Brown; "A Sombra do Vento", de Carlos Ruiz Zafón; "Os Catadores de Conchas", de Rosamunde Pilcher; "Cem Anos de Solidão", de Gabriel García Márquez; "As Vantagens de Ser Invisível", de Stephen Chbosky; "O Oceano no Fim do Caminho", de Neil Gaiman; "A Revolução dos Bichos", de George Orwell; "Perto do Coração Selvagem", de Clarice Lispector; "Quarto de Despejo", de Maria Carolina de Jesus; "Viva a Música!", de Andrés Caicedo; "Assassin's Creed - A Cruzada Secreta", de Anton Gill; "Geração 90"; "1984", de Goerge Orwel; "As Meninas", de Lygia Fagundes Teles; "Um Ano", de Juan Emar; "O Pequeno Príncipe", de Antoine de Saint-Exupéry; "Assim Falou Zaratustra", de Friedrich Nietzsche; "As Luzes de Setembro", de Carlos Ruiz Zafón; "A Casa do Céu", de Amanda Lindhout e Sarah Corbett; "A Garota no Trem", de Paula Hawkins; "A Teus Pés", de Ana Cristina Cesar; e "Deuses Americanos", de Neil Gaiman.


Neste sábado, 21, o Clube se reúne novamente para conversar sobre sua 35ª leitura, o livro “A Mulher que Escreveu a Bíblia”, de Moacyr Scliar. E as próximas duas leituras já estão escolhidas. São elas: “Enclausurado”, de Ian McEwan, e “Mar Morto”, de Jorge Amado.





























Nenhum comentário:

Postar um comentário