Clube de Leitura discute “A Casa do Céu” neste final de semana - Celeiro Cultural

Breaking

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Clube de Leitura discute “A Casa do Céu” neste final de semana



O Clube de Leitura “Ler É Viver”, projeto desenvolvido pelo Departamento de Cultura de Ilha Solteira, realiza nova reunião neste final de semana. O encontro será mediado por Edilva Bandeira, Mestra em Estudos Literários, e tratará do livro “A Casa do Céu”, de Amanda Lindhout e Sarah Corbett. Para participar basta comparecer à reunião, que será neste sábado, 05, a partir das 17 horas, no Armazem Café e Chocolate, do Ilha Shopping. Não é preciso ter lido o livro para participar.
“A Casa do Céu” é um emocionante relato real da jornalista Amanda Lindhout. Quando criança, Amanda escapava de um lar violento folheando as páginas da revista National Geographic e imaginando-se em lugares exóticos. Aos dezenove anos, trabalhando como garçonete, ela começou a economizar o dinheiro das gorjetas para viajar pelo mundo. Na tentativa de compreendê-lo e dar sentido à vida, viajou como mochileira pela América Latina, Laos, Bangladesh e Índia. Encorajada por suas experiências, acabou indo também ao Sudão, Síria e Paquistão.
Em países castigados pela guerra, como o Afeganistão e o Iraque, ela iniciou uma carreira como repórter de televisão. Até que, em agosto de 2008, viajou para a Somália — “o país mais perigoso do mundo”. No quarto dia, ela foi sequestrada por um grupo de homens mascarados em uma estrada de terra. Mantida em cativeiro por 460 dias, Amanda converteu-se ao islamismo como tática de sobrevivência, recebeu “lições sobre como ser uma boa esposa”; e se arriscou em uma fuga audaciosa. Ocupando uma série de casas abandonadas no meio do deserto, ela sobreviveu através de suas lembranças — cada um dos detalhes do mundo em que vivia antes do cativeiro —, arquitetando estratégias, criando forças e esperança. Nos momentos de maior desespero, ela visitava uma casa no céu, muito acima da mulher aprisionada com correntes, no escuro e que sofria com as torturas que lhe eram impostas.
Para participar do Clube de Leitura “Ler É Viver”, basta apenas comparecer às reuniões, nos dias e locais combinados previamente. Não é necessário ter lido o livro para participar. Os encontros são mensais, e são os próprios membros do Clube que escolhem as leituras. O próximo livro a ser lido pelo grupo será “A Garota no Trem”, de Paula Hawkins.
Departamento Municipal de Cultura

Nenhum comentário:

Postar um comentário